sábado, 26 de fevereiro de 2011

Inicio do (Fim)





No silêncio destas quatro paredes, encontro-me sentada numa cadeira. Do meu lado direito encontra-se uma enorme janela, a qual abro agora para poder olhar o céu azul lá fora. A manhã está calma, apenas ouço ao longe uma suave melodia emitida pelos pássaros e a água a correr constantemente ao longo do riacho.
Levanto-me num ápice, desço as escadas e a intensa luz do sol acaba por penetrar os meus olhos. Posto isto, o habitual seria partir de encontro á rotina, de encontro aos problemas e a todas obrigações de um dia normal, visto que o faço diariamente. No entanto, hoje decido fugir-lhes. Decido então seguir aquela intensa luz que de alguma forma sinto chamar por mim, tentando assim descobrir o seu fim. Atravesso diversos caminhos e acabo por encontrá-lo. Este fim consistia apenas numa simples porta, na qual eu teria a opção de entrar com a finalidade de me libertar do que me assombrara até agora. Dou um passo em frente, e acabo por atravessá-la. Deparo-me com um espaço escuro e monótono,  que embora nunca tivesse presenciado anteriormente não me era estranho. A questão que a minha mente colocava agora consistia em que inversamente ao que acontecia antes, eu necessitava fugir, não havia em mim aquele intuito de permanecer imóvel á espera de um possível regresso de uma qualquer coisa que nem sei bem como denominá-la. Contrariamente ao que acontecera durante longos anos eu agora não queria esperar por mais nada, apenas queria seguir em frente, não dando relevância ao sítio para onde iria nem ao porquê de ir. Estava cansada de atribuir constantemente valor a algo que nem momentaneamente me correspondia. Olhei o espelho e observei nele um vulto, porém encontrava-me a uma distância demasiado grande para o poder reconhecer. Aproximei-me do espelho, e agora era evidente que aquela imagem era a minha. Denotava que a nível exterior não ocorrera qualquer mudança, porém o mesmo não se podia mencionar quanto ao interior. Efectivamente, neste último haviam ocorrido grandes modificações, uma vez que eu era constantemente assombrada pelo medo e naquele momento não havia em mim qualquer vestígio dele. Houvera algo que me fortalecera, e que no presente impedia que qualquer lágrima rolasse por este rosto, que qualquer tristeza me invadisse. Era como se tivesse sido construído um muro com a finalidade de impedir que a dor chega-se ao coração e fosse reflectida através de um brilho no olhar. Na verdade, não posso dizer que fiz mesmo esta viagem, pois na realidade não me recordo dela. Mas não poderá a minha alma tê-la feito sozinha? Talvez ela tenha chegado ao seu extremo e por consequência tenha abandonado este corpo cansado para procurar a sua liberdade, apagar definitivamente o tudo que agora não passa de um nada, já que ele não tinha coragem para o fazer.


ADEUS.

95 comentários:

  1. às vezes o principio de um fim começa assim, de dentro para fora, mas o que é preciso é não deixar que os muros de edifiquem e nos protejam não só da dor, mas também da felicidade.

    Beijinhos :)
    Tudo de bom para ti!

    ResponderEliminar
  2. sim, isso é vdd, contudo ainda anda por aí, precisa é de alguém que o faça crescer, não ? (:

    ResponderEliminar
  3. Obrigado pelas tuas palavras no meu espaço! :)

    ResponderEliminar
  4. percebo-te muito bem querida e é verdade. nunca encontramos palavras certas e nunca irão existir tantas formas para expressar tal sentir. beijinhos

    ResponderEliminar
  5. só tu sabes se ele lá no fundo merece

    ResponderEliminar
  6. continua a escrever lindo, querida! beijinhos

    ResponderEliminar
  7. isso então, já uma opção querida ! e de facto, mereces <3

    ResponderEliminar
  8. ainda bem querida e nada a agradecer <3

    ResponderEliminar
  9. as coisas vão bem. estou muito feliz, e obrigada linda <3

    ResponderEliminar
  10. não foi exagero nenhum, escreves mesmo muito bem :)

    ResponderEliminar
  11. Está tão lindo *.*

    ResponderEliminar
  12. Espectacular. Adorei :)

    ResponderEliminar
  13. era memso , mas nunca sera esquecido *-*

    ResponderEliminar
  14. ja segui (:, obg, gostei mm do teu !

    ResponderEliminar
  15. sou de braga e a menina ?

    claro que posso é : di-rect don't kill me tonight

    ResponderEliminar
  16. é verdade querida (...) o amor vale tudo!
    obrigada :)

    ResponderEliminar
  17. De nada querida sempre que precisares de algo dizme ;)

    - posso saber que idade tem a menina?

    ResponderEliminar
  18. oh que amor que és *-*
    tambem tenho 16

    ResponderEliminar
  19. mesmo :b
    olha posso te pedir um favor querida?

    ResponderEliminar
  20. podes-me dar uma sujestao para novo titulo do blog ? *-*

    ResponderEliminar
  21. recebeste algum comentario meu :o?

    ResponderEliminar
  22. « No silêncio destas quatro paredes, encontro-me sentada numa cadeira. Do meu lado direito encontra-se uma enorme janela, a qual abro agora para poder olhar o céu azul lá fora. »
    adorei mesmo! *

    ResponderEliminar
  23. eu tambem quero mudar o meu mas nao sei xb

    ResponderEliminar
  24. a pensava q n tinhas recebido as vezes acontecde , mas sabes pq q n ta a dar?

    ResponderEliminar
  25. tu disesteme q me estavas a seguir mas n aparece nada nao dá? :s

    ResponderEliminar
  26. Gostei do texto! Um pouco desconcertante, mas muito bonito. :)
    Obrigada pela visita! :)

    ResponderEliminar
  27. nao me lembro do mo teres dito e mito menos de algumas veres teres comentado o meu blog :'s desculpa querida :'c

    ResponderEliminar
  28. o princesa n presisas de jurar eu acredito , é sinal q ja gostas do m blog a algum tempo ( ironia xb)

    ResponderEliminar
  29. oh obrigada :$ também gostei deste texto :)

    ResponderEliminar
  30. visto e comprovado ahahah! :b

    ResponderEliminar
  31. sem palavras :x

    uma sensibilidade incomparável
    um dom incontrolável
    algo inexplicável
    mas tão adorável
    tão amável :)

    ResponderEliminar
  32. Obrigada! (:
    Gostei mesmo muito do teu texto (:

    ResponderEliminar
  33. Obrigada querida (:
    Eu gostei imenso do teu blog e vou seguir (:

    ResponderEliminar
  34. o fim de algo pode surgir como o inicio de uma nova fase , força minha querida :)

    ResponderEliminar
  35. Sim, tanto o livro como o filme é muito bonito.
    Também gostei e sigo*

    ResponderEliminar
  36. obrigada, minha querida. olha adorei o poema, está verdadeiramente lindo mesmo :")

    ResponderEliminar
  37. fico feliz por saber isso, obrigada :)

    ResponderEliminar
  38. de nada querida, amo mesmo cada palavra que escreves no teu blog :)

    uma fiel seguidora deste talento incomparável :)

    ResponderEliminar
  39. Muito obrigado, vou seguir!

    Adorei ;)

    ResponderEliminar
  40. é mesmo esse o espírito :) de nada :)

    ResponderEliminar
  41. é mesmo esse o espírito :) de nada :)

    ResponderEliminar
  42. oi.
    passando para avisar que meu blog death angel vai ser excluido. me segue no meu outro blog, o amor imortal.assim poderemos manter o contato.
    beijos

    ResponderEliminar
  43. perfeito ** estou a seguir, faz o mesmo se quiseres. ficarei à espera!

    ResponderEliminar
  44. Obrigada pelo comentário e pela força querida :)

    ResponderEliminar
  45. gostei muito pequenina!
    és uma princesa <3

    ResponderEliminar
  46. a sério? gostaste do meu blog? ó que querida :))

    ResponderEliminar
  47. é bom saber isso, acredita. o reconhecimento é sempre muito agradável. obrigada *

    ResponderEliminar
  48. Gosteiii *.*
    Vou seguir.
    Beijinho*

    ResponderEliminar
  49. Ohh obrigada*
    Beijinhos qerida :)*

    ResponderEliminar
  50. Gostei mutiiooo,

    ResponderEliminar
  51. gostei do teu blog e do post, vou seguir :)

    http://sem-rumo-o-caminho-e-pra-frente.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  52. Devido a problemas pessoais tive que tornar o blog privado e estive assim durante imenso tempo, mas sem vocês, queridos seguidores, que antes me liam, não faz sentido. Peço desculpa pela minha prolongada e repentina ausência mas agora estou de volta, espero que me aceitem de novo e obrigada :)
    Se tiverem interesse em voltarem a ler-me enviem um mail como o e-mail que utilizam na conta do blog para o meu e-mail: quandocrescerqueroserumaprincesa@hotmail.com, para que eu vos possa adicionar como leitores convidados uma vez que a torná-lo público de novo é impensável.
    Um grande beijinho e um grande obrigada, Vanessa :)

    ResponderEliminar
  53. obrigada por seguires de volta ;)

    ResponderEliminar
  54. Amei, está mesmo mágnifico este teu texto. Deixou-me sem palavras.
    Vou seguir, Beijinho*

    ResponderEliminar
  55. Eu cá adorei, mesmo querida (:
    Beijinho*

    ResponderEliminar
  56. adoro a forma como escreves comenta o meu blogue SFF http://flordecerejeira93.blogspot.com/
    o flor de cerejeira =)

    ResponderEliminar
  57. Gostei muito :)
    *Apaguei o teu comentario sem querer, desculpa :X*

    ResponderEliminar

Diz-me o que pensas , dá-me a tua critica construtiva (:*

Sobre Mim

Pequenos Pedaços *

Seguidores